Crivella visita maternidade e faz homenagens no Dia Internacional da Mulher

Rio de Janeiro (RJ) – O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), visitou nesta quinta-feira, 8 de março, Dia Internacional da Mulher, a maternidade Carmela Dutra, no Méier, Zona Norte da cidade. Ele conversou com mamães que deram à luz recentemente e inspecionou o funcionamento do hospital. Crivella chegou a segurar no colo o recém-nascido Abraão, que passou aos braços do prefeito por iniciativa da própria mãe, que aproveitou e registrou tudo em seu celular. Em outros momentos, o prefeito tirou fotos com pais e mães e até uma bisavó, dona Jussara, que ninava o pequeno Daniel.

“É a segunda maior maternidade do município, com 500 partos e dois mil atendimentos por mês. Um terço dos partos é cesariana, e 70%, partos normais”, disse Crivella, acompanhado na visita pelo secretário municipal de Saúde, Marco Antonio de Mattos, e pela diretora da maternidade, a médica Silvia Eurides.

Em volume de partos, a Carmela Dutra perde, na rede municipal, apenas para a maternidade Leila Diniz, na Barra da Tijuca. Na unidade do Méier são seis mil partos por ano. Ao todo, a Prefeitura do Rio tem 12 maternidades, responsáveis por 90% dos partos do SUS, o Sistema Único de Saúde.

Mais cedo, pela manhã, Crivella participou também de homenagem às mulheres no Centro Administrativo São Sebastião (CASS), sede da Prefeitura. Ao lado da subsecretária municipal de Política para Mulheres, Comba Marques, o prefeito destacou que “este é um governo que valoriza a mulher” e lembrou que cinco de suas 11 secretarias são comandadas por mulheres.

“Eu venho celebrar feliz o Dia da Mulher, com a consciência tranquila, porque sou bom marido, bom filho e bom pai – brincou Crivella, rindo. – E quando ganhei a eleição para prefeito, as mulheres ocuparam lugares com destaque. Pode ver: na Secretaria da Fazenda, a que tem mais dinheiro, é uma mulher que está tomando conta. Até porque as mulheres gastam menos”, elogiou.

Crivella citou a lei de sua autoria que aprovou quando senador, para proteger mulheres da demissão quando estão de aviso prévio e descobrem estar grávidas.

“Se a mulher que está nessa situação de aviso prévio descobrir que está grávida, tem que voltar para o emprego e receber todas as garantias da Justiça do Trabalho que existem para a gravidez. Porque se essa moça perder o emprego, não vai conseguir outro”, explicou Crivella.

Ainda na sede da Prefeitura, o prefeito aproveitou o encontro que teve com integrantes do Rap da Saúde (Rede de Adolescentes e Jovens Promotores de Saúde) para voltar a falar do Dia Internacional da Mulher. Em um vídeo divulgado em suas redes sociais, Crivella disse que a data também serve para refletir sobre respeito e justiça social.

“O Dia Internacional da Mulher é um dia, em nossa sociedade, que nós todos temos que nos redimir de uma injustiça social. As mulheres trabalham e ganham menos que os homens em todos os setores. O número de estupros é anômico. Violência doméstica inaceitável em nosso país. Acho que esse é um dia em que nós todos temos que ponderar, pensar numa igualdade. Se nós fizermos isso, o Brasil será certamente mais rico, mais culto e melhor socialmente”, disse o republicano.

Texto e foto: Ascom – Prefeitura do Rio de Janeiro