Retrospectiva 2017: Curitiba recebe Curso de Lideranças Femininas

Formação da FRB foi realizada em parceria com o PRB Mulher Paraná

Curitiba (PR) – A Fundação Republicana Brasileira (FRB) em parceria com o PRB Mulher Paraná promoveu, no sábado (11), o Curso de Lideranças Femininas para militantes republicanos, no auditório do edifício Seventh Avenue, no centro da capital curitibana. Cerca de 70 convidados participaram.

Quem abriu o evento foi o presidente estadual do PRB/PR, Valdemar Bernardo, que demonstrou afinidade com o público feminino, já que é pai de três meninas e tem duas irmãs. “Estou cercado por mulheres”, disse. E chamou a atenção para o fato de que as mulheres “quando se empenham em algo, o fazem de coração, e isso é muito importante”.

A cientista política Daniela Rabello foi quem ministrou a aula e destacou que “liderar é muito mais que comandar, é fazer a diferença e pensar junto com o homem, pois o objetivo não é tomar o lugar do outro. Homens e mulheres querem a mesma coisa: um mundo melhor para todos”. E frisou: “a proposta do curso é mostrar para a mulher do século 21 que seu papel é estratégico. A mulher deve entender que é por meio da política que se muda o status quo da nossa sociedade e se está ruim, é porque não estamos lá, se está sujo, é lá que temos que limpar”.

Já o vice-presidente do PRB/PR, Aroldo Martins, falou sobre a importância de uma fundação, e neste caso, da Fundação Republicana, “por trazer o conhecimento de forma tão didática, no formato de curso, visando o aprimoramento do público feminino”, declarou.

A coordenadora do PRB Mulher local Marcilene Paes lembrou a todas as mulheres presentes “que o curso ofertado é uma maneira de demonstrar que o PRB acredita em cada uma delas”. A formação foi prestigiada por homens e mulheres.

Entre as autoridades presentes, compareceram membros da executiva do PRB Mulher Paraná, como a subcoordenadora Ivone Hubie, a advogada Danielle Martins Hummel, e as suplentes Daniele Branco e Rosimeri Kloste, bem como executivas de vários municípios vizinhos. Participaram ainda o presidente do PRB Antonina, Jorge Luiz de Oliveira, e o presidente do PRB de Campina Grande do Sul, Clelomar Casali.

Impressões

Florilda Maia, de 55 anos, é mãe de sete filhos e resolveu voltar a estudar. Sem comentar nada em casa, surpreendeu a todos quando passou no vestibular da Universidade Federal do Paraná para o curso de Serviço Social. Após assistir ao Curso de Lideranças Femininas se deparou com uma realidade completamente diferente do que pensava. “Eu imaginava que liderar era mandar, e hoje eu vejo que estava enganada”.

O cidadão angolano Delcio Valerio veio ao Brasil para estudar engenharia ambiental. Após doze anos aqui, casou-se e agora faz mestrado na área de petróleo e gás. Para ele o curso “foi muito bacana porque deu foco à liderança moderna, já que liderar é muito mais do que mandar, criticar e impor algo. Na verdade liderar significa companheirismo, se colocar no lugar do outro”, resumiu.

Por PRB Paraná / Edição: Ascom FRB

Fotos: Ascom PRB Mulher Paraná