Mulher, você não precisa de rótulos. Só precisa ser.

Muito fala-se a respeito da mulher. Com a proximidade do mês de março várias mídias se empenham em produzir conteúdos que ora prometem “desvendar os segredos do universo feminino” e, em outros momentos, sugerem uma explicação listada do que é ser mulher. Se a abordagem é fruto de apuração e pesquisa, não sabemos. Mas muitos desses conteúdos disseminam conceitos rasos sobre o papel da mulher na sociedade. Afinal, não precisamos de fórmulas mágicas ou rótulos. Só queremos e temos direito de ser quem somos.

Ser mulher, pura e simplesmente, pode parecer óbvio, mas exige muito esforço. Afinal, estamos falando de uma época na qual, por mais que digam o contrário, existe um preconceito mascarado com ares de valorização. A sociedade ainda resiste ao entendimento de que o papel da mulher vai muito além do cuidado com a família, das rotinas domésticas, do trabalho e do compromisso social. A mulher é, essencialmente, líder de si mesma. Não é necessário dizer a ela o que fazer, pois seu instinto e conhecimento promovem as melhores estratégias. É natural. Nossos cérebros estão preparados para planejar e realizar. E com amor e comprometimento somos capazes de feitos incríveis.

Neste dia 8 de março celebramos mais que a luta das mulheres que reivindicavam por melhores condições de trabalho e qualidade de vida nos séculos passados. Celebramos as conquistas que nos alcançam até hoje. Celebramos a consciência, a informação, o diálogo e o conhecimento. Celebramos a esperança, a força, a superação e a persistência. Celebramos a mulher que ultrapassa qualquer barreira e acredita em si mesma. Celebramos a transformação que somos capazes de realizar quando analisamos o mundo com nosso olhar sensível e atento.

O Partido Republicano Brasileiro acredita tanto na mulher, que aqui estou eu, na presidência da Fundação Republicana Brasileira, de mãos dadas com tantas outras mulheres e cidadãos. É uma honra poder comemorar este dia estando à frente de uma instituição que, há 10 anos, investe na mulher.

Aproveito a oportunidade para parabenizar a todas as mulheres desse nosso Brasil, que de forma corajosa e empenhada, têm se colocado à disposição para servir ao povo. A todas as líderes comunitárias, vereadoras, secretárias, prefeitas, deputadas estaduais e federais, governadoras, senadoras, ministras e demais mulheres que ignoraram o medo, o preconceito e a falta de incentivo, e se dispuseram ao trabalho político, nosso respeito.

Acredite em si mesma. Acredite no seu potencial realizador. E antes de tudo, não deixe as imposições da vida direcionarem seu futuro. Apenas seja quem você quer ser.

Telma Franco – presidente da Fundação Republicana Brasileira (FRB)