Registro de 28 mil candidaturas mostra força do Republicanos

Brasília (DF) – Com 28.436 candidaturas, sendo 10.436 a mais em relação às eleições municipais de 2016, o Republicanos mostra força, seriedade e compromisso dos dirigentes municipais em alcançar a meta da direção nacional do partido, que consiste em eleger 10% do número de prefeitos em todo o Brasil, portanto 550, e de no mínimo triplicar a bancada de vereadores.

São 827 candidatos a prefeito, 833 a vice e 26.776 republicanos disputando uma vaga na câmara municipal, segundo levantamento da Secretaria Nacional do Republicanos, tendo como fonte o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

No pleito de 2012, o Republicanos elegeu 80 prefeitos. Em 2016, 106 prefeitos. No Legislativo, o partido ampliou sua presença ao eleger 1.620 vereadores, sendo 37 em 22 capitais.

Nas cidades com mais de 200 mil eleitores, o Republicanos tem candidatura majoritária em 25. Nas capitais, o partido disputará 10 prefeituras – São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Manaus, Vitória, São Luís, Belém, Palmas e Porto Velho.

Candidaturas nas capitais

Entre os maiores partidos em constante crescimento, o Republicanos conta com bons quadros na disputa pela prefeitura de 10 capitais.

Veja quem são os candidatos a prefeito do Republicanos nas capitais:

– São Paulo (SP) – Celso Russomanno (deputado federal);
– Rio de Janeiro (RJ) – Marcelo Crivella (reeleição);
– Belo Horizonte (MG) – Lafayette de Andrada (deputado federal);
– Porto Alegre (RS) – João Derly (ex-deputado federal);
– Manaus (AM) – Capitão Alberto Neto (deputado federal);
– Vitória (ES) – Delegado Pazolini (deputado estadual)
– São Luís (MA) – Duarte Júnior (deputado estadual);
– Belém (PA) – Vavá Martins (deputado federal);
– Palmas (TO) – Barison; e
– Porto Velho (RO) – Lindomar Garçon (ex-deputado federal)

Minas Gerais é o estado em que o Republicanos tem o maior número de candidatos a prefeito, 141. Em seguida vem São Paulo, com 125 candidatos ao Executivo municipal.

Representação feminina

Sendo uma das prioridades no Republicanos, a participação das mulheres na política pela sigla também teve amplo crescimento. Se em 2016, quando o número de republicanas foi de cerca de seis mil candidatas, nas eleições deste ano a quantidade saltou para 9.408. Um aumento de mais de 50% em relação aos registros feitos há quatro anos.

Juventude 

Republicanos, por meio do movimento Jovens Republicanos, tem promovido ações de conscientização e capacitação de jovens para que eles possam disputar uma vaga de representante em suas respectivas cidades.

Este ano, serão 2.506 candidatos jovens, entre 18 e 29 anos, disputando uma vaga nas câmaras dos 26 estados, o que significa um aumento de 21,2% em relação à eleição de 2016, quando 2.067 candidaturas republicanas estiveram na disputa pelo Legislativo municipal. Para o cargo de prefeito, o Jovens Republicanos tem 17 candidatos e 43 a vice-prefeito. O resultado mostra o esforço de um trabalho conjunto com secretários estaduais e municipais e o movimento nacional, sob a gestão de Renato Junqueira.

Para o celular

A equipe da Agência Republicana de Comunicação (ARCO) preparou um  pacote de figurinhas exclusivas para o aplicativo de mensagens WhatsApp. As criações estão disponíveis para downloads no portal nacional e podem ser instaladas facilmente em aparelhos Android ou Apple.

Por Agência Republicana de Comunicação – ARCO
Ilustração: Arquivo Republicanos

Até quando pode fazer arrecadação de recursos nas campanhas eleitorais 2020?

Brasília (DF) – Partidos políticos e candidatos podem arrecadar recursos e contrair despesas até o dia da eleição. Após este prazo fixado, pode-se arrecadar tão somente para a quitação das despesas já contraídas e não pagas até o dia da eleição.

Eventuais débitos contraídos e não pagos até a data fixada para a apresentação da prestação de contas podem ser assumidos pelo partido, desde que, após a autorização do órgão nacional da direção partidária, seja realizado:

– Acordo expressamente formalizado, no qual deverão constar a origem e o valor da obrigação assumida, os dados e a anuência do credor;
– Cronograma de pagamento e quitação; e
– Indicação da fonte dos recursos que serão utilizados para quitação.

Cumprindo-se estes requisitos, a direção partidária passa a responder solidariamente com o candidato por todas as dívidas, sendo que a existência desse débito não é causa para rejeição das contas.

Os valores arrecadados para a quitação de débitos de campanha devem transitar pela conta “Doações para Campanha” do partido político, excetuada a hipótese de utilização de fundo partidário.

Todas as despesas contraídas pela direção partidária, deverão ser comprovadas por documento fiscal idôneo, emitido na data da realização da despesa, bem como constar em sua prestação de contas anual, até a integral quitação dos débitos.

As dívidas de campanha contraídas pelos órgãos partidários não estão sujeitas à autorização da direção nacional.

A existência de débitos de campanha não contraídos pela direção partidária, será aferida na oportunidade do julgamento da prestação de contas do candidato e poderá ser considerada motivo de sua rejeição.

Por Agência Republicana de Comunicação – ARCO
Fotomontagem: Arquivo Republicanos

Inscrições para bolsas remanescentes do Prouni começam amanhã

As inscrições para o processo seletivo de bolsas remanescentes do Programa Universidade para Todos (Prouni), para o segundo semestre deste ano, começam amanhã (15) e vão até o dia 30 de setembro. Ao todo, serão ofertadas cerca de 90 mil bolsas. O estudante interessado deve acessar a página do Prouni na internet.

As vagas remanescentes são aquelas que não foram ocupadas no decorrer do processo seletivo regular. A disponibilidade dessas bolsas ocorre por desistência dos candidatos pré-selecionados ou falta de documentação, por exemplo.

De acordo com o Ministério da Educação, nesta edição o prazo de inscrição será único, tanto para candidatos não matriculados na instituição de ensino superior para a qual desejam se inscrever para disputar uma bolsa, como para candidatos já matriculados na mesma instituição para a qual querem fazer a inscrição.

O Prouni é o programa do governo federal que oferece bolsas de estudo integrais e parciais (50%) em instituições particulares de educação superior. Para concorrer às bolsas integrais, o estudante deve comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até 1,5 salário mínimo. Para as bolsas parciais (50%), a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa.

Fonte: Agência Brasil

Eleições 2020: confira as principais datas do calendário eleitoral

Brasília (DF) – Faltando dois meses para as Eleições Municipais 2020, que devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19) serão realizadas nos dias 15 e 29 de novembro, primeiro e segundo turnos, respectivamente, é importante ficar atento com as principais datas do calendário e as medidas de segurança adotadas para o pleito.

Com mais de 147 milhões de eleitores, o que dá uma média de 435 eleitores por seção eleitoral, estarão à disposição mais de 95 mil locais de votação em todo o país e mais de 401 mil seções eleitorais, informa o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Luís Roberto Barroso.

Com o objetivo de proporcionar o mais alto grau de segurança nas eleições, o TSE adotou cuidados sanitários para eleitores e mesários. A medida faz parte do Plano de Segurança Sanitária para as Eleições Municipais de 2020, elaborado pela consultoria sanitária gratuita formada por especialistas da Fiocruz e dos hospitais Sírio Libanês e Albert Einstein.

Conforme o protocolo, todas as seções eleitorais terão álcool em gel para limpeza das mãos dos eleitores antes e depois da votação, e os mesários receberão máscaras, face shield (protetor facial) e álcool em gel para proteção individual. Cartazes serão afixados com os procedimentos a serem adotados por todos. Os materiais foram doados ao TSE por importantes empresas e entidades brasileiras, evitando custo ao erário num momento em que o foco do poder público é combater a pandemia.

Confira as principais datas:

– 31 de agosto a 16 de setembro: período destinado às convenções partidárias e à definição sobre coligações;

– 26 de setembro: prazo para registro das candidaturas;

– a partir de 26 de setembro: prazo para que a Justiça Eleitoral convoque partidos e representação das emissoras de rádio e TV para elaborarem plano de mídia;

– após 26 de setembro: início da propaganda eleitoral, também na internet;

– 27 de outubro: prazo para partidos políticos, coligações e candidatos divulgarem relatório discriminando as transferências do Fundo Partidário e do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (Fundo Eleitoral), os recursos em dinheiro e os estimáveis em dinheiro recebidos, bem como os gastos realizados;

– 15 de novembro: primeiro turno da eleição;

– 29 de novembro: segundo turno da eleição;

– até 15 de dezembro: para o encaminhamento à Justiça Eleitoral do conjunto das prestações de contas de campanha dos candidatos e dos partidos políticos, relativamente ao primeiro turno e, onde houver, ao segundo turno das eleições;

– até 18 de dezembro: será realizada a diplomação dos candidatos eleitos em todo país, salvo nos casos em que as eleições ainda não tiverem sido realizadas.

Por Agência Republicana de Comunicação –ARCO, com informações do TSE

Queremos conhecer você

Olá, republicanos de todo Brasil!

Com quase meio milhão de filiados em todo Brasil, o Republicanos é hoje um dos partidos que mais crescem em todos os estados e municípios, e com qualidade, o que é mais importante.

Para manter uma relação ainda mais próxima com cada filiado, a Secretaria Nacional do partido lançou no último dia 1º de setembro uma campanha de atualização de cadastro, o ‘Atualiza Republicanos’.

Peço a todos os presidentes estaduais e municipais que ajudem a divulgar essa campanha entre seus filiados para que o máximo possível de pessoas mantenha suas informações atualizadas na nossa base de dados.

Com isso podemos manter um diálogo ainda mais próximo e permanente e todos podem ser envolvidos nas atividades do Republicanos, além de ficarem bem informados a respeito do nosso partido.

Orientações

Para fazer a atualização dos dados, basta acessar o endereço http://atualiza.republicanos10.org.br. No campo login, você vai preencher seu CPF, e no campo senha, digite 123. Pronto, basta isso para logar.

Recomenda-se a troca imediata da senha após acessar com a chave padrão.

Preencha o formulário com todas as informações solicitadas e clique em ‘salvar’. Pronto, seus dados estarão atualizados e protegidos.

Para mais detalhes assista ao vídeo.

Vamos juntos seguir construindo o verdadeiro partido conservador do Brasil.

Boa semana a todos!

Marcos Pereira
Presidente Nacional do Republicanos
Vice-Presidente da Câmara dos Deputados

Confira qual o limite de gastos na campanha eleitoral 2020

Brasília (DF) – O limite de gastos campanha eleitoral 2020 que os candidatos aos cargos de prefeito e vereador deverão respeitar nas eleições municipais deste ano já está disponível. Por meio de uma tabela divulgada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), é possível verificar os valores válidos para cada município do país. Acesse a tabela com os limites de gastos por município AQUI.

De acordo com a Lei das Eleições (artigo 18-C), o limite de gastos das campanhas dos candidatos a prefeito e a vereador, no respectivo município, deve equivaler ao limite para os respectivos cargos nas Eleições de 2016, atualizado pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), apurado pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), ou por índice que o substitua.

Para as eleições deste ano, a atualização dos limites máximos de gastos atingiu 13,9%, que corresponde ao IPCA acumulado de junho de 2016 (4.692) a junho de 2020 (5.345).

Segundo o TSE, quem desrespeitar os limites de gastos fixados para cada campanha pagará multa no valor equivalente a 100% da quantia que ultrapassar o teto fixado, sem prejuízo da apuração da prática de eventual abuso do poder econômico.

Nas campanhas para segundo turno das eleições para prefeito, onde houver, o limite de gastos de cada candidato será de 40% do previsto no primeiro turno.

Despesas

O limite de gastos campanha eleitoral 2020 abrange a contratação de pessoal de forma direta ou indireta, que deve ser detalhada com a identificação integral dos prestadores de serviço, dos locais de trabalho, das horas trabalhadas, da especificação das atividades executadas e da justificativa do preço contratado.

Entra também nesse limite a confecção de material impresso de qualquer natureza; propaganda e publicidade direta ou indireta por qualquer meio de divulgação; aluguel de locais para a promoção de atos de campanha eleitoral; e despesas com transporte ou deslocamento de candidato e de pessoal a serviço das candidaturas.

A norma abrange, ainda, despesas com correspondências e postais; instalação, organização e funcionamento de comitês de campanha; remuneração ou gratificação paga a quem preste serviço a candidatos e partidos; montagem e operação de carros de som; realização de comícios ou eventos destinados à promoção de candidatura; produção de programas de rádio, televisão ou vídeo; realização de pesquisas ou testes pré-eleitorais; criação e inclusão de páginas na internet; impulsionamento de conteúdo; e produção de jingles, vinhetas e slogans para propaganda eleitoral.

Outras despesas

Os gastos com advogados e de contabilidade ligados à consultoria, assessoria e honorários, relacionados à prestação de serviços em campanhas eleitorais, bem como de processo judicial relativo à defesa de interesses de candidato ou partido não estão sujeitos a limites de gastos ou a tetos que possam causar dificuldade no exercício da ampla defesa. No entanto, essas despesas devem ser obrigatoriamente declaradas nas prestações de contas.

Ainda de acordo com a Lei das Eleições, o partido político e os candidatos estão obrigados a abrir conta bancária específica para registrar toda a movimentação financeira de campanha.

Por Agência Republicana de Comunicação – ARCO, com informações do TSE
Foto: Arquivo Republicanos

Fake News nas Eleições 2020: saiba como combater a desinformação

Brasília (DF) – O combate às fake news nas eleições deste ano será uma das principais tarefas nas disputas eleitorais. Por causa da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) e a necessidade de medidas de distanciamento social, o digital será o meio bastante utilizado nas campanhas. Neste ponto, é onde entra a necessidade de conhecer bem as regras eleitorais e medidas de como combater as notícias falsas (Fake News).

Na avaliação do deputado federal Márcio Marinho (BA), que é vice-presidente nacional do Republicanos e presidente estadual do partido na Bahia, “as notícias falsas afetam o cenário político, enfraquece as relações e cria ruídos de informações entre o candidato e o eleitor, prejudicando assim o processo eleitoral “, frisou

Marinho orienta que “é preciso analisar todo conteúdo divulgado nas redes sociais, verificar a origem da notícia, a credibilidade da fonte, buscar a comprovação da veracidade do fato em meios seguros e manter o cuidado com manchetes sensacionalistas”, destacou o republicano.

Mesmo antes da pandemia, o debate sobre o combate à desinformação tem sido feito tanto no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) quanto no Congresso Nacional. O tema ganhou ainda mais força com o adiamento das eleições para novembro e a necessidade de levar a disputa política para as redes sociais.

O TSE editou novas resoluções e o Congresso Nacional aprovou, no ano passado, penas mais duras para divulgação de fake news com finalidade eleitoral. A pena para quem divulgar notícia falsa é de 2 a 8 anos. O texto foi incorporado na Lei 13.834/2019 e tem validade para as eleições deste ano.

O crime por divulgar fake news é caracterizado quando a pessoa compartilha informações falsas com objetivo eleitoral. Na prática, a punição é para quem espalha as notícias falsas com claro objetivo de destruir a imagem do adversário, sem nenhuma responsabilidade com a verdade dos fatos.

Como combater fake news

Márcio Marinho frisa que no caso de fake news, “é preciso agir com rapidez e esclarecer os fatos ao público, denunciar a rede de mentiras e exigir investigação rigorosa pela Justiça Eleitoral para punir os autores e os financiadores da desinformação”, destacou.

A principal medida contra a desinformação é a divulgação da verdade de forma rápida e efetiva, ou seja, fazer a informação verdadeira chegar até as pessoas. Para isso, os candidatos precisam criar grupos de mobilização nas redes sociais e, principalmente, no WhatsApp.

A prática mais eficiente é a criação de listas de transmissão com o máximo de apoiadores possível, assim quando sair alguma fake news, você terá condição de esclarecer a verdade com agilidade. A fake news se alimenta da desinformação, então o remédio natural é contra-atacar com a verdade dos fatos.

Texto e foto: Agência Republicana de Comunicação (ARCO)

Convenções municipais estão chegando

Olá, republicanos de todo Brasil!

Está chegando a hora do início do período de convenções para as eleições municipais deste ano. Do dia 31 de agosto a 16 de setembro, os partidos poderão realizar a escolha dos candidatos a prefeito, vice e vereadores que irão concorrer ao pleito dia 15 de novembro.

Nós, do Republicanos, temos uma meta audaciosa, porém factível: eleger 10% dos prefeitos e prefeitas do Brasil, portanto 550 cidades, e triplicar o número de vereadores, para 3500 eleitos.

Tenho acompanhado o máximo que posso o planejamento dos presidentes estaduais e de algumas capitais. Estou confiante de que podemos, mais uma vez, ampliar a presença republicana nos paços e câmaras municipais.

O desafio se torna ainda maior pelo fato de ser a primeira vez em que não haverá coligações para as disputas proporcionais. Ou seja, sairão vitoriosos aqueles que de fato se prepararam para a disputa.

Peço atenção máxima dos presidentes estaduais e municipais na realização das convenções. Não podemos errar. Auxiliem-se uns aos outros para que não haja nenhum impedimento legal neste processo.

Fiquem ligados às orientações no site do Republicanos Nacional. Tem muita informação importante que pode ser encontrada aqui. Evitem aglomerações. Façam tudo com responsabilidade.

Vamos juntos mais uma vez fazer história e tornar o verdadeiro partido conservador do Brasil ainda maior.

Obrigado e boa semana.

Marcos Pereira
Presidente Nacional do Republicanos
Vice-Presidente da Câmara dos Deputados

 

Jovens Republicanos explica o lançamento da nova nota de R$ 200

Brasília (DF) – O episódio II do “Eu te explico” do Jovens Republicanos Nacional traz explicações sobre os efeitos positivos e negativos na economia do país em relação ao lançamento da nota de R$ 200.

Por que a nota de 200 reais será lançada?

Renato Junqueira, secretário nacional do movimento republicano, explica que a nota de R$ 200 reais foi criada como uma alternativa para todos os impactos que a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) causou na economia. Segundo ele, a explicação do Banco Central está relacionada em atender ao aumento da demanda de dinheiro em espécie. “O governo percebeu que a população prefere, em meio à uma crise, guardar o dinheiro vivo em casa. Como se, desse modo, não houvesse chances de o banco requerer o dinheiro da pessoa, ou seja, na hora da crise, a população quer o dinheiro vivo em mãos”, disse.

Efeitos positivos e negativos

Em sua explanação, Junqueira traz detalhes e os efeitos positivos e negativos na economia em relação ao lançamento da nova nota.

“Além da nova nota de R$ 200, o Banco Central também irá imprimir mais notas de R$ 100. A intenção do governo está em estimular o aumento do poder de compra das pessoas, uma vez que, segundo o governo, hoje existe uma maior oferta de venda dos produtos. Por meio dessa medida, espera-se que as pessoas comprem e os comércios vendam mais, o que gera um efeito positivo na economia”, relatou.

O líder do Jovens Republicanos explicou, ainda, que economistas apontam alguns possíveis efeitos negativos com a medida, como o relacionado ao troco nos comércios. “Por conta de ser uma nota tão alta, dar troca para uma nota de R$ 200 será difícil segundo os comerciantes”, pontuou.

Outro ponto que passou a ser questionado é com relação ao dinheiro digital, segundo Junqueira. “Muitos países estão trabalhando para a menor circulação de dinheiro vivo, considerando todas as transações digitais, mas essa não é uma realidade no país. É só olhar as filas gigantes Brasil a fora”, completou.

Quer saber mais? Assista o vídeo e confira!

Por Jovens Republicanos Nacional

TSE se reúne com bancada feminina da Câmara Federal para combater fake news

Brasília (DF) – Com o objetivo de elucidar questões como fake news e a maior participação da mulher na política, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), realizou no último dia 6, uma reunião com a bancada feminina do Congresso Nacional. Representando o Republicanos, estava a presidente do Republicanos Amapá, a deputada federal Aline Gurgel.
Aline dividiu algumas preocupações que têm com relação à disputa eleitoral que se aproxima. Ela, que também é primeira procuradora-adjunta da mulher da Casa, ressaltou que a desinformação deve ser evitada. “Preocupa-nos presidente, o fato de que a mulher pode ser alvo de fake news, material de desinformação de forma preconceituosa, nessa campanha eleitoral”, disse ao presidente da Corte, ministro Luís Roberto Barroso e pediu, ainda, que o Tribunal intensifique a fiscalização.
O presidente afirmou que é parceiro das mulheres e que “tudo o que puder fazer, de forma legítima, para vocalizar as preocupações de vocês, podem contar comigo”. Uma das maiores preocupações é o lançamento de mulheres como candidatas laranjas nas eleições deste ano. Como forma de evitar essa prática, as participantes da reunião entendem que é necessária a preparação das mulheres para que todas entendam a necessidade de aumentar o número de prefeitas, uma vez que elas têm menos representação no Executivo do que no Legislativo.
Além da republicana, participaram do encontro virtual, participou também a deputada Soraya Santos, primeira secretária da Câmara; a deputada Dorinha Seabra, coordenadora da bancada feminina; a deputada Sâmia Bonfim, segunda coordenadora adjunta da bancada feminina; a deputada Carmen Zanotto, terceira procuradora-adjunta da mulher; e a deputada Margarete Coelho, advogada e doutora em Direito Eleitoral.
Mais mulheres na política
A reunião vai de encontro a uma das campanhas levantadas pelo Tribunal. Com a mensagem “Mais mulheres na política: a gente pode, o Brasil precisa”, a ideia é inspirar mulheres a ocuparem cargos políticos e mostrar que o aumento de lideranças femininas é necessário e positivo para toda a sociedade.
Outro projeto é o Participa Mulher, criado pelo TSE para incentivar o protagonismo feminino na política. A página na internet dessa campanha permanente da Justiça Eleitoral reúne informações sobre a história do voto feminino, as primeiras mulheres a conquistar espaços de relevância no meio político e notícias que abordam a atualidade dessa participação.

Texto: Gabbriela Veras | Ascom Mulheres Republicanas com informações do Tribunal Superior Eleitoral
Foto: reprodução YouTube Justiça Eleitoral

Sede

SEP Sul, Trecho 713/913, Lote E, Edifício CNC Trade, Asa Sul, Brasília – DF, CEP: 70390-135

E-mail: contato@fundacaorepublicana.org.br
Telefone: (61) 3321-1112

Subseção São Paulo

Av. Indianópolis, 2025 – Planalto Paulista – CEP: 04063-003

E-mail: secretariafrbsp@gmail.com

Telefone: (11) 5594-0184 / (11) 3342-5160 / #5175

× Fale Conosco.

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS

LEIA COM ATENÇÃO:

Para efetivação da sua matrícula no Curso de Idiomas do ano de 2020, segue a documentação necessária:

  • RG – Original
  • CPF – Original
  • Foto 3×4 – Atualizada
  • Comprovante de Residência – Original (máximo 90 dias de emissão)
    • O comprovante de residência deve estar em seu nome, ou faça uma declaração, informando o seu endereço residencial e registrá-la em cartório.
  • Comprovante de renda – Original

IMPORTANTE:

Somente é válido como comprovante de renda o seu Contracheque ou Declaração de Serviço Autônomo que deve ser registrada em cartório.

Ausência de Renda: Você deverá escrever uma Declaração informando que não possui renda e também registrá-la no cartório.

Roberta Guerra

GERAL

Roberta é casada há mais de 15 anos e tem um casal de filhos. Viveu por nove anos nos Estados Unidos, onde teve a oportunidade de ter uma formação teste (PET) pela Cambridge University e fez um Curso Introdutório de Professores, pela Cambridge University – ELC Idiomas. Fez intercâmbio cultural em West Chester, Ohio, USA.  Roberta é fluente em inglês e espanhol.

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL

Câmara Legislativa do Distrito Federal - Assessora Parlamentar

British and American English School – Curso de inglês - Professora de inglês para adultos e adolescentes.

Opportunity Fomento Comercial Ltda. - Empresa de fomento comercial.

Bankers Insurance Group-USA – Empresa Internacional que atua no ramo de seguros, nas áreas jurídica, civil, patrimonial, intempéries da natureza e vida.

Customer Service Representative II - Departamento de Sinistros – Louisiana State; Florida State;

Tânia Maria Teixeira

GERAL

Tania Maria Teixeira, 56 anos, servidora pública federal do FNDE, aposentada, graduada em pedagogia com habilitação em orientação educacional. Cursando pós graduação em Assessoria Parlamentar na Faculdade Republicana.

Assessora Parlamentar há 20 anos, sendo 12 lotada no Gabinete do Deputado Federal Márcio Marinho – Republicanos-BA, onde atuou na área internacional.

Desde 2017, hoje está como Secretária do Movimento Feminino do Republicanos do DF.

 

FORMAÇÃO

Pedagogia com habilitação em orientação educacional – Uniceub

Pós-graduação Assessoria Parlamentar – Faculdade Republicana

Joaquim Mauro
Tesoureiro Nacional do Republicanos

GERAL

O paulistano Joaquim Mauro Silva possui graduação em Ciências Contábeis pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo PUC/SP e especialização em Gestão Pública pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Atuou durante 11 anos em empresas nacionais e multinacionais e também foi sócio de um escritório de contabilidade.

Mauro Silva atua como dirigente partidário há mais de 10 anos. Trabalhou como assessor parlamentar e técnico nas Câmaras Municipais de São Paulo, Rio de Janeiro e na Legislativa do Distrito Federal, secretário adjunto de Esporte e foi presidente da Fundação Republicana Brasileira (FRB), na qual, atualmente, é diretor financeiro. Também é tesoureiro nacional do Republicanos.

 

FORMAÇÃO

Graduação em Ciências Contábeis - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo PUC/SP

Evandro Garla
Secretário-geral do Republicanos
GERAL

Evandro Garla é natural de São Paulo (SP) e nasceu no dia 9 de maio de 1978. Gestor Público pela Universidade Católica de Brasília, exerceu o cargo de Chefe de Gabinete do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), já tendo desempenhado as mesmas funções na Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco e na Câmara dos Deputados.

Ocupou o cargo de Secretário Nacional de Esporte, Lazer e Inclusão Social (SNELIS) e de Gerente de Projetos da Secretaria Executiva, ambos no Ministério do Esporte.

Eleito como Deputado Distrital na 6ª Legislatura (2011-2014), foi votado para o cargo de Ouvidor da Câmara Legislativa do Distrito Federal, ofício que cumpriu durante todo o seu mandato.

Buscando o aprimoramento no exercício de suas funções públicas e embasamento na promoção de mudanças, está cursando MBA em Gestão de Pessoas, na Universidade Católica de Brasília.

FORMAÇÃO

Gestão Pública – Universidade Católica de Brasília

MBA em Gestão Pública – Universidade Católica de Brasília

Mário Enrique Rodriguéz Fernandéz
Instrutor
GERAL
Mário Enrique Rodriguéz é natural da cidade de La Habana (Cuba) e nasceu no dia 21 de junho de 1975. Cursou Licenciatura em Língua e Literatura Espanhola na Universidade de La Habana (Cuba) e Música, na Escuela Alejandro Garcia Caturlas.

FORMAÇÃO

  • Licenciatura em Língua e Literatura Espanhola – Universidade de La Habana (Cuba)
  • Graduação em Música – Escuela Alejandro Garcia Caturlas

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL

  • Enrique iniciou a carreira como professor de Língua Espanhola no pré-universitário de Ciências Exatas Vladimir Ilich Lenin, em sua cidade natal. Foi professor de Literatura Hispano-americana na Escola Nacional de Artes (ENA) e no Instituto Amadeo Roldan. Também foi professor de História da Música e Apreciação Musical na escola na qual formou-se.
  • Há cinco anos estabeleceu residência fixa no Brasil. Atualmente é professor de espanhol particular e na Fundação Republicana Brasileira (FRB).

Rabiu Rufayi
Instrutor
GERAL

Rabiu Rufayi é natural da República do Gana, país popularmente conhecido apenas como Gana, situado na África Ocidental. Nasceu no dia 5 de julho de 1985. Além dos idiomas Ga, do seu país de origem, e inglês, também fala hausa e mais dezenas de dialetos.

FORMAÇÃO

  • Tecnologia e Informática - Escola Indiana NIIT Technologies,
  • Artes Visuais - Escola Master Servis
  • Hardware, Tecnologia de Sistemas e Rede de Computadores - Presbiteriana.

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL

Rabiu iniciou sua carreira como professor de Língua Inglesa, ministrando aulas de multimídia em informática. Foi professor na escola de idiomas Uptime, na disciplina de Comunicação em Inglês. Há três anos estabeleceu residência fixa no Brasil. Atualmente é instrutor de inglês na Fundação Republicana Brasileira (FRB).

João Paulo Teixeira
Diretor Administrativo
Brasileiro, 33 anos
Natural do Coromandel (MG)
GERAL

João Paulo Teixeira é natural de Coromandel (MG) e nasceu no dia 4 de novembro de 1985. É graduado em Ciências Contábeis pelo Centro Universitário Unieuro, de Brasília (DF). O contabilista é conhecido por sua responsabilidade e credibilidade.

FORMAÇÃO

  • Ciências Contábeis – Centro Universitário Unieuro

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL

  • Assessor Parlamentar
  • Assistente Financeiro
  • Auxiliar Administrativo
  • Representante de Vendas
  • Diretor Administrativo
Rusembergue Barbosa de Almeida
Presidente
Brasileiro, 57 anos
Natural de Graça Aranha (MA)
presidencia@fundacaorepublicana.org.br
GERAL

Nascido em Graça Aranha (MA), no dia 29 de novembro de 1963, Rusembergue possui formação em Direito pela PUC Goiás e é pós-graduado em Direito Administrativo pelo Instituto Brasileiro de Ensino, Desenvolvimento e Pesquisa (IDP). Casado com Ana Maria Ribeiro de Almeida, o maranhense é um dos fundadores do Republicanos e primeiro presidente do Diretório Municipal do Partido Republicano Brasileiro (até então PRB) de Goiânia (GO), vereador e vice-presidente da Câmara Municipal da capital goiana. Também atuou como secretário e chefe da Ouvidoria da Câmara Legislativa do Distrito Federal, além de desempenhar a função de secretário da Comissão de Assuntos Sociais da CLDF. Atualmente ocupa a presidência da Fundação Republicana Brasileira - FRB.

FORMAÇÃO
  • Graduado em Direito pela PUC Goiás
  • Pós-Graduado em Direito Administrativo pelo Instituto Brasileiro de Ensino, Desenvolvimento e Pesquisa (IDP)
Mariluce Rodrigues Siman de Oliveira
Instrutora
Paulista
Itapevi (São Paulo)
GERAL
Mariluce Rodrigues é natural da cidade de Itapevi, São Paulo (SP). Nasceu no dia 12 de maio. Graduada em Letras (Português/Inglês), com certificados avançado e de proficiência de Língua Inglesa da Universidade de Cambridge. Especialista em Tradução e Versão e em Fonética e Pronúncia Inglesa. Iniciou a carreira bilíngue como secretária de empresa multinacional. Leciona Língua Inglesa desde 1998. Com o objetivo de aprimorar o idioma morou três anos em Londres. Após concluir seus estudos viajou por diversos países da Europa e conheceu diferentes sotaques e culturas. Pós-graduanda no ensino de Inglês como segunda língua com certificado internacional.
FORMAÇÃO
  • Graduação – Em Letras (Português e Inglês) – UNIFIEO de Osasco/SP
  • Pós-Graduação – No Ensino de Inglês como Segunda Língua com certificado internacional (Bridge IDELTTM )
Especialização:
  • Especialização em Tradução e versão – PUC/SP e em Fonética e Pronúncia Inglesa – City Lit Londres
  • CAE – Certificado Avançado de Língua Inglesa da Universidade de Cambridge
  • CPE – Certificado de Proficiência de Língua Inglesa da Universidade de Cambridge

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL

  • Mariluce tem ampla experiência em rotinas administrativas de empresas e escolas.
  •  

    Exerceu a função de docente em escolas públicas, privadas (SKILL, CNA, Memphis Inglês, Top Idiomas e Berlitz) e empresas. Ela também atua em Coordenação Pedagógica.

Adriana Costa Bezerra
Diretora Administrativa da Subseção de São Paulo
“Paulistana”
GERAL
Adriana Costa Bezerra é paulistana e nasceu no dia 7 de abril. Graduada em Comunicação Social – Jornalismo pela Universidade Nove de Julho (Uninove), tem experiência também em outros setores, como administração e finanças.
FORMAÇÃO
Jornalismo – Universidade Nove de Julho
EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL
  • Adriana tem ampla experiência na área administrativa e também com atendimento ao público. Já trabalhou em várias empresas nacionais;
  • Assessora Parlamentar na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro;
  • Tesoureira no Partido Republicano Brasileiro (PRB) de São Paulo;
  • Experiência em projetos sociais voltados para a juventude;
  • Coordenadora de Redação na Rede Mulher de Televisão;
  • Atualmente é Diretora Administrativa da Subseção da Fundação Republicana Brasileira (FRB) em São Paulo.

Eduardo Verrone
Coordenador

Eduardo Verrone nasceu na cidade de São Paulo, é casado há mais de 35 anos com Cristina Verrone e tem uma filha, a Jackeline.

Profissional da área de comunicação social, atuou com TV, rádio e jornal atendendo demandas de diferentes países como Brasil, Panamá, Honduras, Colômbia e Uruguai. Participou de palestras de desenvolvimento pessoal na Argentina e Estados Unidos.

Formando em Ciências Políticas pela Uninter, ingressou na política em 2016 como coordenador de mídias e assessorando a presidência estadual do Partido Republicano Brasileiro em São Paulo.

Como coordenador da subseção da FRB, posto que assumiu desde 2019, está intensificando os trabalhos e ampliando o número de realizações de cursos e palestras em todo o Estado. O objetivo é colaborar com a formação educacional de paulistas e paulistanos por meio dos conceitos da boa política, cidadania e gestão pública.

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL

Experiência em projetos sociais voltados para a juventude;

Coordenadora de Redação na Rede Mulher de Televisão;

Atualmente é Diretora Administrativa da Subseção da Fundação Republicana Brasileira (FRB) em São Paulo.