O passo adiante

foto_perfil_telma_franco_presidente_frbCrises trazem consigo oportunidades. Se elas são aproveitadas ou não é uma questão sobre a qual devemos nos preocupar.

A crise atual, certamente a maior da história do Brasil, aniquilou o pouco de confiança que os cidadãos ainda depositavam no seu sistema político. Como a corrupção também provocou o colapso da economia e o consequente desemprego de milhões de pessoas, todos estão sentindo na pele e no bolso os perigos que o mau funcionamento das instituições pode representar.

Entretanto, com a insatisfação, pode-se abrir uma enorme janela de oportunidade para mudarmos o que nos incomoda.

Não falo aqui que poderíamos experimentar uma revolução política e que assim as coisas poderiam se transformar do dia para a noite, porque seria muito difícil. Na verdade, temos que falar em reforma do sistema que já temos aí, caminhando em direção ao seu aperfeiçoamento.

Aproveitaremos essa oportunidade? Depende do quanto estivermos preparados para debatermos e definirmos nossas estratégias de ação. Para isso, precisamos trabalhar muito, individual e partidariamente. Ela somente será aproveitada se estivermos com um diálogo maduro e com um nível de consenso suficiente para colocá-la em curso.

Nesse sentido, a FRB está pronta para dar sua colaboração, pois não é de hoje que discutimos caminhos para o país. Temos muita consciência de que qualquer solução deve passar pelo aprofundamento da democracia com mais oportunidades de participação, especialmente nos municípios; inclusão de públicos historicamente excluídos; fixação de princípios de gestão para valorizar o dinheiro público; aumento de fiscalização, porém sem engessar a administração pública, e o combate incessante à corrupção e à impunidade. Obviamente, essa lista não está fechada a sugestões de novos itens e maneiras de perseguir os objetivos fixados.

Boa parte desse debate acontecerá nas próximas eleições, mas precisamos avançar para além disso, buscando planos de ação permanentes e de longo prazo, que ultrapassem o período dos mandatos e representem uma verdadeira responsabilização da sociedade, pois esse é o passo adiante que o Brasil precisa!

Telma Franco – presidente da Fundação Republicana Brasileira (FRB)