Projeto exige capacitação para professores de escolas em primeiros socorros

São José (SC) – A Câmara Municipal de São José, Santa Catarina, aprovou, na quarta-feira (17), por unanimidade, o projeto de lei da vereadora Cristina Sousa (PRB) que obriga a capacitação de professores e demais funcionários de escolas de ensino ou recreação infantil em noções básicas de primeiros socorros.

De acordo com o projeto, o curso de capacitação será oferecido, sem custo ao município, ao corpo funcional e docente das escolas, e será ministrado por entidades especializadas em práticas de auxílio imediato e emergencial à população, como Corpo de Bombeiros e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ou a Polícia Militar.

Denominada Lei Lucas, a proposta faz referência ao garoto Lucas, que faleceu em 30 de setembro de 2017 em uma excursão de uma escola em Campinas (SP) ao se engasgar com um cachorro quente. A morte, relata a vereadora, ocorreu por falta de os professores que o acompanhavam não terem capacitação em primeiros socorros.

Desde então, a mãe de Lucas, Alessandra, luta para que esta lei seja aprovada em todo o Brasil, para que outras vidas não venham se perder.

“É um procedimento simples, porém necessário e capaz de salvar vidas. A capacitação aos professores e funcionários das escolas e creches não terá custo, pois será ministrada pelo Corpo de Bombeiros, Samu e a Polícia Militar. Capacitar estes profissionais para que eles salvem vidas é de extrema importância”, defendeu Cristina na proposta.

A capacitação deve permitir que professores e funcionários possam identificar e agir, preventivamente, em situações de emergência e urgência médica; e intervir no socorro imediato dos acidentados até a chegada do suporte médico.

Texto: Agência PRB Nacional
Foto: Cedida